domingo, 28 de dezembro de 2008

Ele que venha... o Tempo

.
.
Tempo.
Tic. Tac. Tic. Tac... ... ... ...
Quando um ano termina, ou está para terminar, acentua-se esta minha má relação com o tempo.
Dou comigo a pensar que, no próximo ano, talvez seja capaz de mudar esta [in]disposição para aceitar a falta de tempo.
.
.
Pois, não vou predispor-me a mudar nada.
Ele que venha... o Tempo.
.
.
[E que se mostre avaro, como de costume, que eu não vou discutir com um a priori!]
.
.Foto de Alberto Viana d'Almeida, in olhares.com