quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Noite, madrugada e aurora


.
Tenho saudades de me deitar bem tarde... sem ter de me levantar bem cedo, ao toque irritante de um despertador.
Faz-me falta a noite. Vejo melhor com luz artificial. Penso melhor com o silêncio da vizinhança.
.
Desde pequena que dormir era morrer.
Prolongar a noite era enganar a morte.
.
Já não penso assim. Mas continuo a precisar dos serões que entram pelo friozinho da madrugada.
.