quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Das cores... e...


.
.
A minha mãe foi hoje operada às cataratas. Ainda não saiu... O meu irmão mais novo diz que correu bem. Estou à espera de mais notícias.
.
.
Também espero por notícias minhas... amanhã.
Finalmente, teria que chegar o dia em que a corda quebra.
Quebrou. Julgo que quebrou...
.
.
Vou tentar saber porquê [isto é, a versão médica sobre tal facto, de facto, anunciado...]. A outra versão... acho que sei qual é, mas não é relevante.
.
.
Não sei o que me parece estar assim...
Não sei o que me parece... [Acho que me parece mal!]
.
.
[Espero que a minha mãe olhe para estas cores e as veja, com todo o seu esplendor. E que sinta um contentamento que eu não sinto... mas lhe desejo, porque as cores parecem ter um significado diferente, para cada uma de nós.]
.
.
Cocktail de Luz, de Paulo Ferreira in olhares.com