sábado, 20 de setembro de 2008

Do sono e do esquecimento...


.
.
Quando era criança, detestava dormir.
Como se perdia tempo a dormir e a comer!...
[Conta-se que, de todos os irmãos, fui a mais indisciplinada, nestes cuidados. E... não me lembro de ter tido problemas a adormecer os meus irmãos pequenos ou a dar-lhes de comer...]
.
.
Mais tarde, continuei a achar as horas de sono um desperdício e sempre disse que "não vou daqui ali para comer".
.
.
Hoje, durmo estupidamente.
Hoje, tenho um sono de anos em que tentei esquecer o sono...
Hoje, tenho os sonhos acrescidos, dos anos em que nem dormia [apenas parecia sonhar, nos momentos derradeiros de quem dorme depressa...].
.
.
[Hoje, continuo a não "ir daqui ali para comer"... ]
.
.

Foto de Alexandre C. in olhares.com, modificada