segunda-feira, 28 de julho de 2008

Um post[al] de Amarante...



.
Podia ser um postal, trazido de Amarante...
É uma simples foto da cidade, tirada à despedida, tal como a encontrámos: enevoda e cinzenta... encoberta num misterioso véu de quase chuva, que deixámos para trás, para a ver cair... aqui... no Porto.
.
.
[Nem nos aproximámos da parte nova. As minhas memórias de Amarante não o permitiram e não deixei que a cidade me traísse. Sem dar conta, acabei por ser eu o cicerone...]
.
.